Destino

26/05/2011



“(…) o fato é que a música de Dylan imprimiu na sociedade bem mais do que a mistura da sonoridade melancólica do folk com a força do rock. Colocou a poesia a serviço da música, e esta a serviço do mundo. ‘Uma canção é um reflexo do que eu vejo ao meu redor o tempo inteiro’, disse ele (…)”

( Julia Baptista, “Bob Dylan 70, a resposta no vento,
as pedras rolando – uma homenagem”,
para o jornal “O Estadão”.)



“Ramona y la Adivina” – Antonio Berni


Anuncios

Los comentarios están cerrados.

A %d blogueros les gusta esto: